Deus ouve o clamor do povo

Teologia do êxodo - Teologias bíblicas 1
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Valmor da Silva
Coleção: Bíblia em comunidade - série teologias bíblicas
Código: 506346
R$ 16.8
ou em até 3x de R$ 5.60 sem juros

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535614435
Peso:
140
Dimensões:
13.50cm x 0.00cm x 20.00cm
Código:
506346
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
113
Edição:
1
Data de Lançamento:
01/01/2005

Detalhes

Esta obra faz parte do projeto que originou a coleção "Bíblia em Comunidade", cujo objetivo é ampliar a formação sistemática de pessoas interessadas em aprofundar o estudo bíblico. Está dividida em quatro grandes séries: "Visão global da Bíblia", "Teologias bíblicas", "Bíblia como literatura" e "Recursos pedagógicos". Este livro, Deus ouve o clamor do povo, inaugura a série "Teologias bíblicas", que coloca as estacas, os fundamentos necessários para compreendermos com maior clareza e consciência os conceitos teológicos dos escritos bíblicos que serão estudados e aprofundados. Nesta obra é analisada a teologia do êxodo. A libertação dos hebreus da escravidão do Egito, considerado o gesto fundador do Povo de Deus, é antes de tudo um fato histórico, que precisa ser entendido no seu contexto político, social, econômico e étnico. Por isso a obra começa mostrando o que há por trás do acontecimento, desde a história de José do Egito até a saída do povo, cujo clamor foi ouvido por Deus, que lhe proporcionou um grande profeta e legislador, Moisés, que opera grandes prodígios, torna-se mediador da Aliança e é capaz de conduzir o povo através do deserto para a terra prometida. O êxodo tornou-se assim o paradigma da relação libertadora de Deus com o povo e passa a ser objeto de sucessivas releituras e inúmeras aplicações, tanto no Primeiro como no Segundo, ou Novo Testamento, se considerarmos a novidade trazida por Jesus. O livro termina com uma explicação detalhada do que foi a Teologia da Libertação nas suas origens, como resultado da Teologia da Revolução, e em que sentido, a consideração de novos sujeitos lhe imprime hoje novas orientações. Uma bibliografia selecionada permite aprofundar os pontos centrais da obra.