Diálogo inter-religioso

Religiões a caminho da paz
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Rabino Michel Schlesinger,  Cônego José Bizon
Coleção: AVULSO
Código: 532460
R$ 19.9
ou em até 3x de R$ 6.63 sem juros

Ficha técnica

Código de barras:
9788535644678
Peso:
140
Dimensões:
14.00cm x 0.00cm x 21.00cm
Código:
532460
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
104
Edição:
1
Data de Lançamento:
11/10/2018

Detalhes

Este livro reflete a importância do diálogo inter-religioso a partir dos fundamentos da doutrina e do Livro Sagrado ou da Tradição Oral. De acordo com cada tradição religiosa, os autores procuraram trazer as suas experiências como modelos de superação de conflitos e como ponte entre os diferentes. Trata-se de um livro prático, para que os leitores possam também promover, a partir de onde estão, uma Cultura de Paz. Percebe-se hoje, mais do que em outros tempos, a urgência e a importância do diálogo inter-religioso diante da realidade de vários seguimentos da sociedade, em geral, na situação em que ela se encontra. Situações de conflitos, de crises política e econômica, de mudanças de valores, de intolerância religiosa e de incompreensão entre pessoas de diferentes credos, países, culturas e etnias; e, às vezes, até mesmo, entre pessoas da mesma família e entre vizinhos. Iyakemi diz que "sem dificuldade é possível constatar que a intolerância religiosa pode ocorrer também entre vertentes de uma mesma religião, sendo necessários espaços de diálogo no âmbito de uma mesma religião". O ser humano esquece que somos parte de um só povo, e que somos sim de cores, raças, culturas e continentes diferentes, mas formamos uma só e única nação. Nos artigos apresentados neste livro, verificamos a necessidade do diálogo inter-religioso e ao mesmo tempo relatos do que já está sendo realizado, além de pistas de ação favoráveis à convivência e ao diálogo inter-religioso entre diferentes religiões. Por isso, autores que acreditam no diálogo, no respeito e na convivência religiosa mostram aos leitores, diante de tantos conflitos e intolerância religiosa e social, que é possível, sim, a boa convivência entre as pessoas.