Esperança além da esperança - Vol 4

Teologia Sistemática
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Renold J. Blank,  Maria Ângela Vilhena
Coleção: Livros Básicos de Teologia - SIQUEM
Código: 503223
R$ 37.3
ou em até 3x de R$ 12.43 sem juros

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535611076
Peso:
330
Dimensões:
16.00cm x 0.00cm x 23.00cm
Código:
503223
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
155
Edição:
1
Data de Lançamento:
07/05/2003

Detalhes

A coleção "LBT" (Livros Básicos de Teologia) foi pensada de forma a articular teologia e prática pastoral, as obras da coleção cobrem todas as áreas da teologia e proporcionam formação teológica básica aos agentes de pastoral, estudantes e aos que buscam conhecer e aprofundar a fé cristã. Todas as obras são de autores nacionais, teólogos, teólogas e biblistas com grande produção e pesquisa acadêmicas e com forte atuação no "chão teológico" do Brasil e da América Latina. Antropologia e Escatologia: esperança além da esperança é o quarto volume da coleção Livros básicos de teologia, para a formação dos agentes de pastoral nos distintos ministérios e serviços da Igreja. Dois leigos, professores de teologia, propõem uma reflexão bastante pessoal sobre dois temas centrais da reflexão cristã, referentes à "articulação da existência humana com a revelação bíblico-cristã": Antropologia e escatologia. A professora Maria Ângela Vilhena conduz o diálogo sobre "a reta, difícil e feliz compreensão da pessoa humana comprometida consigo mesma, com as outras pessoas, com o mundo, em Deus". Reflete sobre nossas relações com cada uma das Pessoas do Artista Divino e sobre as relações entre os humanos e com Deus, aprofundando-se na análise do caráter simbólico de toda linguagem religiosa. O professor doutor Renold J. Blank completa, de certo modo, a experiência humana analisada até aqui, ao abordar a questão da "dimensão escatológica de nossa esperança", com base na "ressuscitação" de Jesus, como insiste em dizer: o mesmo Deus, que venceu a morte em Jesus, o Deus da vida, "articula história e transcendência" e dá conteúdo "à petição do Pai-Nosso, venha a nós o vosso reino chave da compreensão" da "escatologia como teologia da esperança". A obra concentra-se nas realidades da vida humana atual e a esperança que anima o empenho cristão na transformação de si mesmo e do mundo. Distingue-se dos tratados tradicionais de antropologia e de escatologia, que vêem o ser humano, antes de tudo, como criatura voltada para Deus e chamada à vida eterna, colocando-se a si mesmo, o universo e a história, na dependência do poder misericordioso de Deus. Sob esse aspecto é uma proposta teológica inovadora, em harmonia com as teologias da história e da libertação.