Espiritualidade de Jesus (A)


Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Dom Sebastião Armando Gameleira Soares,  João Luiz Correia Júnior
Coleção: Espiritualidade bíblica
Código: 528420

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535640373
Peso:
110
Dimensões:
13.50cm x 0.00cm x 20.00cm
Código:
528420
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
96
Edição:
1
Data de Lançamento:
06/01/2016

Detalhes

A coleção "Espiritualidade Bíblica" oferece uma reflexão, valiosa e consistente, sobre temas e experiências bíblicas, com linguagem acessível e, ao mesmo tempo, profunda. As obras da coleção buscam trazer para nosso tempo, com seus desafios, toda a riqueza e diversidade da espiritualidade bíblica, que deve ser acolhida e vivenciada, para que promova vida e solidariedade concreta e mantenha o caráter libertador no diálogo com as Sagradas Escrituras. Este livro se situa na grande e bela tradição da teologia latino-americana, que sempre se caracterizou por estar profundamente centrada no Jesus histórico. Convida os leitores a acompanharem Jesus, na intimidade da sua relação com Deus, como Filho amado do Pai. Os autores dirigem-se ao público em geral e escrevem de forma simples e direta, tornando a leitura atraente e comprometedora. Os autores retratam a espiritualidade de Jesus em tempos de crise (capítulo 1), na oração de busca da vontade do Pai (capítulo 2), no amor solidário a todas as pessoas (capítulo 3), como espiritualidade de comunhão (capítulo 4), como modo novo e diferente de viver as situações de conflito (capítulo 5) em uma mística do diálogo (capítulo 6) e, finalmente, como essa postura de Jesus é uma espiritualidade contemplativa na ação (capítulo 7). Além disso, os autores ainda nos deixam uma bela página de conclusão. A partir do Salmo 1, condensam toda a espiritualidade bíblica e, portanto, a de Jesus, na decisão de escolher um dos dois caminhos dos quais falam o Salmo, o livro do Deuteronômio (Dt 30,11-20), o profeta Jeremias (Jr 21,8) e o próprio Evangelho (Mt 7,13-14): o caminho do bem viver ou o caminho do desamor e da injustiça que acaba levando à morte.