Espiritualidades e dinâmicas sociais

Memória - prospectivas
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Roberlei Panasiewicz,  Jaldemir Vitório
Coleção: AVULSO
Código: 525960
R$ 10
ou em até 2x de R$ 5 sem juros

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535637960
Peso:
310
Dimensões:
14.00cm x 0.00cm x 21.00cm
Código:
525960
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
264
Edição:
1
Data de Lançamento:
11/07/2014

Detalhes

Espiritualidades e dinâmicas sociais: memória - prospectivas é o tema do 27º Congresso Internacional da SOTER (Sociedade de Teologia e Ciências da Religião). Espiritualidades são caminhos abertos que o ser humano tem para adentrar o Mistério profundo que permeia a existência humana. Espiritualidades, no plural, sinaliza a variedade de caminhos, formas e métodos para contemplar e expressar o Mistério ou a Realidade Absoluta. Estão profundamente ligadas às realidades sociais e são forças que podem alienar ou libertar. O ano de 2014 traz à memória os 50 anos do Golpe ocorrido no Brasil, em 1964. Como as espiritualidades, de maneira geral, e as religiões e as igrejas, de maneira particular, vivenciaram esse tempo? Houve parceria de representantes das forças espirituais com o poder governante daquele momento? Estiveram presentes nos movimentos de resistência ao Golpe? Atualmente há manifestações sociais que pululam por toda a parte e refletem algum tipo de insatisfação. Qual o significado disso? Há espiritualidades subjacentes a tais movimentos? Quais? Como as religiões e as igrejas os compreendem e deles participam? Que significa dizer que as espiritualidades têm força alienadora ou libertadora? Este livro pretende analisar esta realidade. E o faz em duas partes. A primeira refere-se à seção temática do Congresso e apresenta o olhar do cientista da religião, do cientista político, do sociólogo e do teólogo sobre o tema. Está organizada em seis capítulos. A segunda parte homenageia, em quatro capítulos, o primeiro presidente da SOTER, o teólogo católico João Batista Libanio, recentemente falecido. O conjunto da obra é atravessado pela proposição de "outro mundo possível", sem violência e sem desigualdade.