Introdução ao Novo Testamento


Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Raymond E. Brown
Coleção: Bíblia e história - Série Maior
Código: 505340
R$ 185
ou em até 9x de R$ 22.76 com juros

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535613438
Peso:
1360
Dimensões:
23.50cm x 0.00cm x 15.00cm
Código:
505340
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
1138
Edição:
2
Data de Lançamento:
22/10/2004

Detalhes

A coleção "Bíblia e História" abre espaço para estudos bíblico-exegéticos situados dentro do contexto histórico e geográfico do Antigo e Novo Testamentos. Trata-se de estudos que descrevem a beleza literária dos textos bíblicos, situando-os dentro de seu contexto histórico. Espera-se desse tipo de estudo uma aproximação mais adequada ao provável sentido original das tradições bíblicas. A Série MAIOR foi idealizada para incluir obras que, pela quantidade de ilustrações ou por possuírem um texto volumoso, pediam um formato de apresentação maior e mais reforçado. A obra de Brown é um clássico, que tem a característica de ser escrita para leitores e estudiosos não especialistas e, até mesmo, não cristãos. Trata-se de um estudo crítico do texto, situado dentro de seu contexto global, histórico, cultural e religioso, que nos permite avaliar o que seus autores tencionaram transmitir, mostrando também o alcance de sua mensagem e sua repercussão na história do pensamento e do comportamento religioso da humanidade como um todo. Na primeira parte, o autor, estuda o que chama de pressupostos para a compreensão do texto: sua natureza e origem e os contextos político e cultural em que se situa. Trata-se de um estudo sintético magistral dos conhecimentos básicos com que trabalham todos os intérpretes sérios e competentes da Bíblia, sem os quais não se pode pretender interpretar validamente nenhum texto sagrado. Na segunda parte, estuda os testemunhos escritos pré-evangélicos, que a leitura crítica dos quatro evangelhos canônicos permitem identificar, e fornece os elementos de base para a leitura de Marcos, Mateus, Lucas e João, incluindo a introdução aos Atos na seqüência do evangelho de Lucas, e as cartas joaninas, na seqüência de João. Note-se a estrutura paralela dos capítulos, abrindo-se, no fim, para uma consideração mais genérica dos temas religiosos que estão no horizonte de cada um dos escritos. A terceira parte é dedicada aos escritos paulinos. Introduzem-na três capítulos de grande importância sobre a classificação e o formato do corpus paulino, seguida de um capítulo sobre o próprio Paulo, sua vida e seu pensamento, um outro, em que o autor faz uma apreciação da figura e da doutrina do Apóstolo. Seguem-se, então os capítulos dedicados às cartas paulinas propriamente ditas, vindo depois, uma consideração geral sobre a pseudonímia dos escritos deutero paulinos e a introdução a cada um deles. Na quarta e última parte, dos demais escritos do Novo Testamento: a Carta aos Hebreus, a Primeira Carta de Pedro, a Epístola de Tiago, a de Judas, a segunda de Pedro e o Livro da Revelação ou Apocalipse. Dois grandes apêndices sobre o Jesus histórico e os escritos judaicos e cristãos gnósticos da época abordam temas indispensáveis à compreensão do Novo Testamento. Vários índices e oito quadros ilustrativos figuram na forma de anexos, sendo preciosos instrumentos para consulta da obra. Apesar de não ser recente, a Introdução de Brown é um livro ao mesmo tempo indispensável e acessível a todo estudioso do Novo Testamento.