Ministério da animação comunitária (O)

Vida comunitário como profecia e missão (A)
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Jaume Pujol i Bardolet
Coleção: Carisma e Missão
Código: 503533

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535611274
Peso:
250
Dimensões:
13.50cm x 0.00cm x 20.00cm
Código:
503533
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
248
Edição:
2
Data de Edição:
10/03/2008
Data de Lançamento:
30/12/2003

Detalhes

A renovação da vida religiosa se vem fazendo desde Vaticano II em diversas direções, dentre as quais se destaca a passagem de uma vida comum bem estruturada, regida por obrigações claramente definidas nas leis da Igreja e das diversas ordens e congregações, a uma vida efetiva de participação e responsabilidade comunitárias que, além de por em questão o papel tradicional do superior religioso, confere à comunidade como tal o dever de se colocar em sintonia com um projeto comunitário, respeitador, no caso concreto de cada casa, do carisma de cada instituto e da missão que é chamada a desempenhar no contexto social e eclesial em que vive. O ministério da animação comunitária é um manual de como cada comunidade deve se comportar na elaboração de seu projeto comunitário, depois de analisar os seus fundamentos, tanto na natureza mesma da vida consagrada, como nos muitos documentos que têm sido publicados a respeito nessas últimas décadas. Para o autor a base da animação comunitária é a vocação carismática e profética de cada comunidade. Como pessoas adultas humana e espiritualmente, a responsabilidade na elaboração do projeto comunitário cabe a todos, devendo o superior se tornar o verdadeiro animador da comunidade, empregando, para tanto, todos os meios de que hoje dispomos, aqui analisados no penúltimo capítulo, antes de se descrever em detalhe a estrutura e a forma de elaboração de um indispensável projeto comunitário.Trata-se de uma obra bem orientada e eminentemente prática, que pode prestar serviço a todas as comunidades que se ressentem de dificuldades na vida da comunidade e na forma de articulá-la com sua missão concreta.