Profetas e profetisas na Bíblia

Teologia profética - Teologias bíblicas 5
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Jacir de Freitas Faria
Coleção: Bíblia em comunidade - série teologias bíblicas
Código: 510890

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535618631
Peso:
170
Dimensões:
13.00cm x 0.00cm x 20.00cm
Código:
510890
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
150
Edição:
1
Data de Lançamento:
02/01/2007

Detalhes

Esta obra faz parte do projeto que originou a coleção "Bíblia em Comunidade", cujo objetivo é ampliar a formação sistemática de pessoas interessadas em aprofundar o estudo bíblico. Está dividida em quatro grandes séries: "Visão global da Bíblia", "Teologias bíblicas", "Bíblia como literatura" e "Recursos pedagógicos". Este quinto livro, Profetas e profetisas na Bíblia, faz parte da série "Teologias bíblicas", que coloca as estacas, os fundamentos necessários para compreendermos com maior clareza e consciência os conceitos teológicos dos escritos bíblicos que serão estudados e aprofundados. Nesta obra é analisada a teologia profética, ela comporta sete partes e uma conclusão. Começa se perguntando "Quem é o profeta"? Vidente ou visionário? Na realidade, homem de Deus. Sua longa série começa com Abraão e inclui um bom número de homens e mulheres. A memória dos profetas na Bíblia nos permite elaborar uma verdadeira teologia do profetismo. Parte-se da vocação de cada um deles, para chegar a uma visão de conjunto de sua missão. A segunda parte ilustra com precisão o que há de específico em cada profeta, dentro da vocação comum que os reúne sob essa designação. A terceira parte estuda o impacto da ação profética na história de Israel. Denúncias, pistas para a superação das crises e mensagem de esperança são apresentadas como as características maiores da ação profética. As três partes seguintes debruçam-se sobre alguns casos particulares: Elias e Eliseu, com seus gestos simbólicos; a luta contra a injustiça, na ação profética de Amós; o perdão e a nova aliança, na teologia de Jeremias. Finalmente, depois de mencionar alguns fenômenos proféticos fora de Israel, o autor conclui que a profecia é teologia da história, desejo de sempre construir a libertação de sistemas e pessoas, é Palavra de Deus no meio do povo, difícil de distinguir da palavra humana, de tal sorte que nem todo o que se julga profeta pode ser considerado tal e que nem todos os profetas foram reconhecidos como tais.

Compre Também