Rei e Messias em Israel e no antigo oriente próximo


Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): John Day
Coleção: Bíblia e história - Série Maior
Código: 505889
R$ 66
ou em até 3x de R$ 22.00 sem juros

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535613964
Peso:
670
Dimensões:
23.50cm x 0.00cm x 15.00cm
Código:
505889
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
530
Edição:
1
Data de Lançamento:
20/10/2005

Detalhes

A coleção "Bíblia e História" abre espaço para estudos bíblico-exegéticos situados dentro do contexto histórico e geográfico do Antigo e Novo Testamentos. Trata-se de estudos que descrevem a beleza literária dos textos bíblicos, situando-os dentro de seu contexto histórico. Espera-se desse tipo de estudo uma aproximação mais adequada ao provável sentido original das tradições bíblicas. A Série MAIOR foi idealizada para incluir obras que, pela quantidade de ilustrações ou por possuírem um texto volumoso, pediam um formato de apresentação maior e mais reforçado. O tema foi escolhido por sua abrangência, atraindo grande número de estudiosos do Antigo Testamento, de especialistas no Antigo Oriente Próximo, de estudiosos do judaísmo pós-bíblico e do Novo Testamento. A obra é, portanto, um proveitoso exercício de trabalho interdisciplinar. A maioria dos vinte colaboradores era de Oxford quando surgiu a idéia do livro, embora hoje estejam um pouco dispersos pelo mundo. A obra visa, no seu conjunto, precisar a função e o sentido da realeza na história de Israel, que serve de base à atribuição do título de Rei ao Messias e, por conseguinte, da concepção de sua missão como instauração do Reino. Numa primeira parte mais breve, estudam-se as práticas da realeza nos vizinhos próximos de Israel: o Egito e a Mesopotâmia. Na segunda parte, sob o título geral de o Rei e Messias no Antigo Testamento, procede-se de maneira mais analítica. Começa-se por descrever a herança cananéia da monarquia israelita. Há, depois, uma aproximação entre Davi e Moisés, construída em torno da continuidade da promessa. Estudam-se, em seguida, os sinais da realeza entre os hebreus, as práticas matrimoniais, a participação das mulheres na realeza e o que diz do rei a literatura sapiencial. Mudando um pouco de perspectiva, estudam-se, então, alguns textos maiores, como os textos reais dos salmos e de Isaías, marcados pelo messianismo, a tradição deuteronômica, Ezequiel e a literatura pós-exílica, que permitem traçar um perfil do messias no Antigo Testamento e até mesmo falar de uma cristologia veterotestamentária. Na terceira parte, finalmente, sob o título genérico de o Messias no judaísmo pós-exílico e no Novo Testamento, estuda-se o messianismo nos livros mais recentes do Antigo Testamento, nos apócrifos, nos pseudo-epígrafos veterotestamentários, nos manuscritos do mar Morto e no judaísmo rabínico. Trata-se de uma importante e indispensável obra que coloca o leitor em contato com toda a literatura e principais questões bíblicas concernentes ao tema central da realeza, especialmente nas raízes profundas de sua atribuição a Jesus Cristo, e que constitui, em última análise, um subsídio indispensável à compreensão da originalidade do cristianismo em face do judaísmo.