Vós sereis o meu povo e eu serei o vosso Deus

Teologia da aliança - Teologias bíblicas 2
Disponível
Editora: PAULINAS
Autor(es): Jacil Rodrigues de Brito
Coleção: Bíblia em comunidade - série teologias bíblicas
Código: 505200

calcular frete

Não sabe seu CEP? Então clique aqui.
loader
Nome Prazo de entrega Valor
COMPARTILHAR

Ficha técnica

Código de barras:
9788535613308
Peso:
110
Dimensões:
13.50cm x 0.00cm x 20.00cm
Código:
505200
Idioma:
PORTUGUES
Número de páginas:
81
Edição:
1
Data de Lançamento:
19/07/2004

Detalhes

Esta obra faz parte do projeto que originou a coleção "Bíblia em Comunidade", cujo objetivo é ampliar a formação sistemática de pessoas interessadas em aprofundar o estudo bíblico. Está dividida em quatro grandes séries: "Visão global da Bíblia", "Teologias bíblicas", "Bíblia como literatura" e "Recursos pedagógicos". Este segundo livro, Vós sereis o meu povo e eu serei o vosso Deus, faz parte da série "Teologias bíblicas", que coloca as estacas, os fundamentos necessários para compreendermos com maior clareza e consciência os conceitos teológicos dos escritos bíblicos que serão estudados e aprofundados. Nesta obra é analisada a teologia da aliança. O autor inicia no primeiro capítulo a abordagem do tema estudando a palavra BeRiT e sua significação no texto hebraico. No capítulo segundo, seu uso no contexto da linguagem matrimonial, presente desde o Pentateuco, por meio dos profetas e de outros escritos, como o Cântico dos Cânticos. Aborda, então, no terceiro capítulo, a linguagem matrimonial no Segundo Testamento, presente de modo especial nos escritos paulinos e no evangelho de João, em que a comunidade cristã é identificada como esposa de Jesus Cristo no sentido espiritual e alegórico. Somente, então, analisa as principais alianças na Bíblia, focalizando os textos mais significativos do Primeiro e do Segundo Testamento. No quarto capítulo apresenta as narrativas da aliança de Deus com Noé, como releitura dos textos da criação, com Abraão, cuja aliança sublinha a dupla exigência da fé e da circuncisão e com Moisés, em que a aliança é selada no Sinai com as dez Palavras. No quinto capítulo mostra como a aliança nos escritos proféticos e sapienciais traz as novas exigências éticas: do direito e da justiça. A aliança aparece como busca da sabedoria e desejo de ensiná-la para que sirva de orientação na vida cotidiana. Por fim, no sexto capítulo, a aliança no Segundo Testamento se funda na experiência de fé na messianidade de Jesus da comunidade cristã primitiva e suscita uma nova releitura do Primeiro Testamento a partir de Jesus, que realiza a nova aliança em seu sangue.

Compre Também